Festa em condomínio tem 13 TVs e ‘mordomias’ para ver Brasil x México

Empresa fez churrasco em SP; sensação é de estar dentro de mostruário.

Evento de demonstração de aparelhos reuniu mais de 700 pessoas.

Gustavo PetróDo G1, em São Paulo
Evento em São Paulo reuniu 700 pessoas para demonstração de eletrônicos durante Brasil x México (Foto: G1)
Evento em São Paulo reuniu 700 pessoas para
demonstração de eletrônicos durante Brasil x México
(Foto: G1)
Evento em São Paulo reuniu 700 pessoas para demonstração de eletrônicos durante Brasil x México (Foto: G1)
Brasil x México foi exibido em 13 TVs Não há nada melhor do que reunir os amigos para fazer um churrasco e assistir ao jogo da seleção na Copa do Mundo. Mesmo que Brasil x México tenha terminado sem gols, nesta terça-feira. Em um condomínio na Mooca, Zona Leste de São Paulo, a partida teve alguns mimos eletrônicos. Foram cortesia de uma empresa, em um tipo de evento que vem se tornando cada vez mais comum.

É uma reunião de demonstração de eletrônicos, na qual 700 pessoas assistiram à partida, comeram churrasco, beberam e concorreram a prêmios, tudo de graça. Tiveram também acesso a lançamentos de produtos da empresa, de TVs a videogames, incluindo um televisor 4K. A sensação é a de estar dentro do mostruário de uma loja.

Neste tipo de evento que mistura churrasco e Copa, os produtos estão à venda e podem ser comprados na hora. É comum também ter algum incentivo para levar os aparelhos para casa. Desta vez, os convidados tinham até 30% de desconto.

Mesmo com um jogo morno e o empate sem gols, a turma estava muito animada, gritando a cada chute perdido do Brasil e se desesperando a cada boa chance do México. O que valia era torcer e ficar ligado em uma das 13 TVs e em um telão que mostravam a partida.

Oito delas, inclusive uma 4K ficaram em uma quadra coberta, duas numa quadra aberta onde as crianças ficaram jogando bola e espiando a seleção, duas rodando o game oficial da Copa no PlayStation 3 e uma numa área externa para quem queria fugir do tumulto.

Com ou sem barulho
Delazir Parra Poputz, de 74 anos, decidiu tentar ver o jogo em um ambiente mais calmo da festa. Ao redor de um monte de marmanjos esbravejando contra a seleção, ela permanecia quieta e focada. “Estou concentrada no jogo, lá dentro tem muito barulho”, disse, antes do final da partida, que ela gostaria que tivesse terminado em 1×0 para o Brasil.

A opinião é a mesma do síndico do condomínio. “Juntou muita gente, temos mais de 700 pessoas na quadra e é bom ver todos unidos e curtindo a Copa“, contou Mauro Possato, 41 anos. João Francisco Alemeida Kill, de 17 anos, gostou da ideia. “Tem muita TV para ver o jogo, mas gostei mais dos celulares”, contou Kill, antes de ir jogar games.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>