Móveis de Madeira Para Condomínios

 

Síndicos tem optados por colocar móveis de madeira em ambientes como Churrasqueiras e piscinas para melhorar o visual e conforto. 

O Sr Eli Zynger, Gerente de Operações do Site Edecoração especializados em vendas para Construtoras e Condomínios explica que o mais importante é o móvel vir com Stain (protetor antichuva) e ter certificado FSC.

 

Bancos, Espreguiçadeiras e Mesas Dobráveis de Madeiras fazem muito sucesso pelo seu custo benefício. Você monta um ambiente de Churrasqueira com 2 mesas, 8 cadeiras e 1 banco de 3 lugares com um investimento de R$ 4000,00 e Ainda faturamos para condomínios em 4 vezes”

 

 

Condomínio não tem internet ou telefone fixo há 5 meses

7/05/2014 12h55 - Atualizado em 27/05/2014 12h55

Operadoras afirmam que rua, no centro, não tem infraestrutura.
Prédio tem mais de 400 apartamentos.

Do G1 São Paulo

Um condomínio na Avenida do Estado, no Centro de São Paulo, não tem conexão de internet ou de telefone. Segundo as operadoras consultadas pelos moradores, a rua não tem infraestrutura para fazer a transmissão do sinal.

As torres foram entregues no começo do ano e nenhuma empresa de telefonia aceitou instalar o serviço. “Já constataram que tem infraestrutura nas unidades, que é possível instalar. A gente pede um prazo e ele dão um prazo de três meses a um ano. E quem tem que oferecer essa estrutura? As próprias operadoras”, argumenta o síndico Mário Batista.

Batista procurou a Anatel, que orientou o condomínio a fazer um abaixo assinado para encaminhar às operadoras, pedindo o sinal.

Sem internet, o condomínio não pode usar as câmeras de segurança. “As câmeras estão funcionando, estão gravando, mas não estão sendo monitoradas”, conta Batista. Além disso, sem telefone fixo, o porteiro não conseguiu chamar o técnico para socorrer um morador que ficou preso no elevador.

O técnico em radiologia Diego Gomes da Silva perdeu uma oportunidade de emprego por não ter uma linha de telefone fixa em seu apartamento. “O telefone estava sem sinal, e se eu tivesse um telefone fixo, teria tocado e eu teria atendido”, conta.

A esteticista Mabel Gomes da Silva se mudou para o condomínio em abril e, desde então, pede para que uma operadora instale os serviços. “Eu acredito que seja má vontade de todas as operadoras”, diz.

A Anatel afirma que onde tem mais de 300 moradores as concessionárias de telefonia fixa são obrigadas a instalar as linhas individuais em até 7 dias.

Sr Síndico – Procurando Melhores Fornecedores Empresas de Segurança para Prédios

TERCEIRIZACAO DE PORTARIA
CONSULTORIA E PROJETOS DE SEGURANÇA
LOCACAO DE CAMERAS
BLINDAGEM DE GUARITA
VIGILÂNCIA PATRIMONIAL
CONTROLE DE ACESSO
MONITORAMENTO 24 HRS

Segurança em Condomínios

Você considera seu Condomínio seguro? Acredita que está livre de qualquer perigo em seu condomínio? O Domingo Espetacular prova que nem tudo é o que parece. Acompanhe a reportagem e aprenda a se previnir do crime que mais cresce nas grandes cidades.

Câmara aprova projeto de lei que permite envidraçamento de varandas em prédios do Rio

Projeto será encaminhado para sanção do prefeito

A Câmara de Vereadores aprovou nesta quinta-feira (22) o projeto de lei que permite o fechamento de varandas com envidraçamento, com dispositivos retráteis, no Rio. O projeto é de autoria do vereador Carlo Caiado (DEM), e já havia sido aprovado em 2009 numa primeira discussão.

De acordo com a nova legislação, que vai seguir para a sanção do prefeito Eduardo Paes, devem ser observadas condições para o fechamento de varandas em prédios residenciais multifamiliares para possibilitar a proteção contra o mau tempo, chuvas, e questões de segurança.

Para o autor do projeto, esta é uma medida que atende um desejo de parte dos cariocas, que não podia fazer modificações nas varandas pela lei que estava em vigor.

— Com a aprovação dessa lei, os prédios terão a liberdade de padronizarem sua fachada e trazer mais qualidade de vida para seus moradores, já que o envidraçamento permitirá proteção, tanto de segurança, quanto climática.

Veja os detalhes do projeto:

O fechamento será permitido o do piso ao teto, nas divisões entre unidades e nos demais limites dessas, por sistema retrátil. Este sistema retrátil deverá permitir a abertura dos vãos fechados até, no mínimo, a soma dos vãos de ventilação dos compartimentos que utilizarem-nas para tal fim. Este sistema não poderá possuir estrutura que possa caracterizar-se como esquadria, qualquer que seja o material empregado. Deverá observar as normas técnicas de segurança vigentes, inclusive, se julgado necessário pelo órgão municipal competente, em relação ao acréscimo de carga nas varandas em balanço.

Tanto o fechamento retrátil das varandas quanto a sua instalação, deverão ser realizados por empresas ou profissionais devidamente registrados no Conselho de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da 5ª Região – CREA/RJ.

Vale ressaltar que o fechamento destas não poderá resultar em aumento da área real da unidade residencial, ou seja, não será admitida a incorporação da varanda, total ou parcialmente, aos compartimentos internos. Hoje é muito comum aumentar quartos para varanda, sala para varanda, onde são retiradas as portas internas e a colocação muitas das vezes de películas escuras espelhadas. Isso não será permitido.

Mesmo sendo aprovada a Lei, o fechamento das varandas por sistema retrátil, caberá ao condomínio de cada edificação, nas formas previstas nas respectivas convenções, decidir sobre o fechamento e caso seja aprovado, o condomínio definirá a padronização a ser adotada pelas unidades, observadas as disposições desta Lei Complementar e de sua regulamentação.

No Portal Síndico.com – Você Encontra o Melhor Fornecedor de Envidraçamento de Sacadas Fachada

CPFL cria canal para condomínios

Administradores cadastrados terão a disposição website e telefone 0800 exclusivos
As distribuidoras da CPFL Energia do interior do Estado de São Paulo inauguram o CPFL Condomínios, novo canal de relacionamento, com website e telefone 0800 para falta de energia, exclusivos para administradores e síndicos de condomínios. Por meio dele, é possível formalizar pedidos de novas ligações de energia e alterar informações cadastrais, solicitações que, anteriormente, eram realizadas apenas nas agências de atendimento presencial.
Os clientes residenciais e corporativos podem acionar os administradores dos condomínios para obter informações da CPFL Paulista, entre as quais, Consulta de Débitos e Emissão de Segunda Via de Fatura, além de realizar cadastro para receber as Contas por E-mail e solicitar Reparos de Iluminação Pública. Em caso de falta de energia, o responsável pelo condomínio dispõe de um número de telefone 0800 para informar a empresa com mais agilidade e, assim, obter solução mais rápida do problema.
A nova forma de contato está disponível para os clientes da CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz, CPFL Sul Paulista, CPFL Leste Paulista, CPFL Mococa e CPFL Jaguari. Para ter acesso ao CPFL Condomínios, os administradores do condomínio terão que realizar cadastro no portal www.cpfl.com.br ou pelo e-mail condominios@cpfl.com.br.

Sindico.com – Busca Melhores Fornecedores

O Portal www.sindico.com foi criado para Conectar Síndicos e Fornecedores.

De forma objetiva, rápida e gratuita o Síndico consegue fazer cotações com as melhores empresas do Setor de Condomínios.

As categorias mais procuradas são:

ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIO

DEDETIZACAO E CONTROLE DE PRAGAS
 LIMPA FOSSAS

AVCB- AUTO DE VISTORIA

RECARGA DE EXTINTORES

ENVIDRACAMENTO DE SACADAS

IMPERMEABILIZACAO

RESTAURACAO DE FACHADAS

PINTURA DE FACHADAS

EQUIPAMENTOS DE GINASTICA

PROTETOR DE PARACHOQUE

MOVEIS DECORACAO

INTERFONES

PORTÃO

TERCEIRIZACAO DE PORTARIA

MONITORAMENTO 24 HRS

 

 

Redes de rádios entre porteiros de prédios se espalham por Belo Horizonte

Uso de rádio por funcionários de prédios para alertar sobre presença de suspeitos agiliza ação da PM.Polícia apoia iniciativa

Pedro Ferreira

Publicação: 21/05/2014 06:00 Atualização: 21/05/2014 07:08

 

Júlio Fafe usa rádio para se comunicar com outros porteiros e alertar sobre ação de criminosos

Uma rede de comunicação via rádio, criada há 10 anos pela Associação dos Moradores da Praça Marília de Dirceu e Adjacências (Amalou), no Bairro de Lourdes, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, conseguiu reduzir a criminalidade e virou exemplo para outros bairros da capital. São 60 aparelhos distribuídos entre porteiros de condomínios associados, que se comunicam entre eles para alertar os vizinhos da prática de crimes e da presença de suspeitos nas imediações. O modelo de vigilância foi adotado também nos bairros Santo Agostinho e Cidade Jardim, na mesma região, e por seis condomínios de Nova Lima, na Grande BH. Nessa terça-feira, a Associação dos Moradores da Savassi (Amas) anunciou que pelo menos 30 rádios serão adquiridos depois da Copa do Mundo e que já está se reunindo com os condomínios e comerciantes interessados em participar do grupo.

A Polícia Militar apoia a iniciativa dos moradores e oferece cursos de segurança. Nos últimos dois dias, 146 porteiros do Lourdes receberam dicas de segurança do comandante da 4ª Cia. da PM, major Marcellus de Castro Machado. Amanhã, a unidade da PM vai descentralizar o seu comando e o atendimento ao público será transferido da sua sede, na Rua da Bahia, para a Praça Marília de Dirceu, das 16h às 22h. Uma tenda com computadores será instalada para saber as principais demandas da população em relação à segurança pública. O mesmo atendimento será feito na Savassi e na região da Igreja da Boa Viagem, atendidos pela companhia.

A Amalou aluga os rádios de uma empresa fabricante de celulares e os repassa aos prédios e lojas credenciados. O aluguel custa R$ 70 mensais, dividido entre os moradores do condomínio. Para cada 16 rádios alugados, a associação pode comprar um por R$ 1,5 mil. A rede tem autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Um rádio fica no comando da PM e outro com o policial do bairro. Agora, estamos colocando outro rádio na viatura do bairro.

Segundo o presidente da Amalou, Jeferson Rios, o porteiro tem visão de 180 graus da rua da guarita onde trabalha. “Se um ladrão tentar assaltar um mulher, o porteiro descreve o ladrão, que usa camisa vermelha , blusa branca, por exemplo. Ele fala que o suspeito fugiu pela Rua Tomáz Gonzaga, o outro porteiro informa pelo rádio que o ladrão entrou na Rua São Paulo, e os 59 porteiros e a PM ficam ouvindo. Eles vão seguindo os passos do bandido, dando todas as coordenadas para a PM fazer a prisão”, disse.

O porteiro Júlio Fafe, de 42 anos, por exemplo, usa o rádio para se comunicar com colegas e alertar sobre presença de suspeitos perto do prédio onde trabalha, em Lourdes. Os porteiros já evitaram vários assaltos no bairro, segundo o presidente da Amalou. Em 15 de abril, um ladrão vestido com uniforme de uma empresa de gás tentou entrar num prédio dizendo que havia vazamento de gás com risco de explosão. O porteiro disse que iria avisar o síndico, o suspeito foi embora e o porteiro espalhou o alerta pelo rádio. Em outra tentativa de assalto, na Rua Alvarenga Peixoto, o porteiro percebeu as vítimas com as mãos levantadas e chamou a polícia, que prendeu os ladrões.

Em 13 de maio, uma mulher tentou entrar em um prédio do Lourdes com um terço e um quadro de Nossa Senhora de Fátima. Ela dizia fazer parte de uma rede de oração e queria falar com o síndica, que procurou saber qual igreja que a mulher frequentava e o nome do padre responsável. Descoberta a farsa, a mulher fugiu com dois homens que a aguardavam em um carro. Os outros 59 porteiros foram alertados.

POLÊMICA

O major Marcellus informou que associações de outros bairros entraram com uma ação no Ministério Público alegando que a PM estaria fazendo atendimento prioritário aos moradores do Lourdes. A participação da PM na rede de rádio foi suspensa por um período e agora está sendo revista pelo Ministério Público.

O presidente da Amas, Alessandro Runcini, disse que a associação pretende conectar moradores, comerciantes e porteiros com a PM. “Quero formar uma rede de forma que a polícia seja avisada imediatamente quando houver um crime”, disse.

“Quando o cidadão acompanha uma situação dessa, ele potencializa as informações passadas para a polícia. Quando as passa quase em tempo real, com todas as características de um suspeito, a atuação da PM até facilita”, avaliou o comandante da 4ª Cia. Segundo ele, a implantação da rede de rádio na Savassi está sendo analisada. “Lourdes tem um dos menores índices de criminalidade de BH, assim como a Savassi. Isso, graças à atuação da PM e o apoio da comunidade”, disse.

CURSO

No curso ministrado pelo major Macellus de Castro, no salão de festa de um prédio da Praça Marília de Dirceu, os 146 porteiros receberam dicas de como evitar assaltos. Uma delas é o morador estabelecer senhas com o porteiro quando estiver em situação de risco. “A pessoa coagida fala o nome do porteiro diferente. Não alarma ninguém e o porteiro fica sabendo por ser alguma coisa combinada”, afirmou o major.

A Amalou fez uma apostila com 49 dicas de segurança. Entre elas, estão senhas secretas para abertura da garagem, construção de banheiro na guarita para evitar deslocamento do porteiro, uso de vidros blindados, morador não descer para receber encomendas e lista de convidados na portaria quando houver festas. Em um prédio foi construído um passa-volume, espécie de gavetão, para o entregador de pizza ou de flores, por exemplo, não precisar entrar no prédio.

 No Portal www.sindico.com Você Encontra as Melhores Empresas de Segurança para Condomínios
TERCEIRIZACAO DE PORTARIA
CONSULTORIA E PROJETOS DE SEGURANÇA
LOCACAO DE CAMERAS
BLINDAGEM DE GUARITA
VIGILÂNCIA PATRIMONIAL
CONTROLE DE ACESSO
MONITORAMENTO 24 HRS
INSUFILME PARA PORTARIA

 

Radio Comunicador Twin Intelbras 9.6 Km (Vem 2 rádios)

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

    Radio Comunicador Twin Intelbras O Intelbras Twin 9,6 possui visor iluminado, clip belt, 5 opções de toque, bloqueio de teclado, fone de ouvido incluso e uma novidade: carregadores independentes

Radio Comunicador Twin Intelbras 9.6 Km (Vem 2 rádios)

Categoria: Alarme e SensoresMarca: MaxCom IntelbrasCodigo Produto: 3651890
Por: R$ 390,00

 

 

PAGAMENTO À VISTA

Boleto Bancário R$  390,00

PAGAMENTO PARCELADO

Cartão Visa até  1 x – Clique e veja mais detalhes
Cartão Mastercard até  1 x – Clique e veja mais detalhes
Cartão Diners até  1 x – Clique e veja mais detalhes

INFORMAÇÕES DO PRODUTO

      Características Facilidades:

    • Até 9-6km de alcance*
    • Bloqueio de teclado
    • Tecla de sinal sonoro
    • 1 (um) Fone de ouvido incluso padrão 2-5mm – Fone HC 10 -
    • Bipe de câmbio
    • 14 canais de operação
    • Indicação de carga de bateria
    • 5 opções de toque
    • 7 níveis de ajuste de volume
    • 99 códigos privativos
    • Visor iluminado
    • Carregadores de bateria independentes
    • Varredura de canal
    • Clip belt
    • Tom de alerta de chamada

* Conforme as condições geográficas e de clima. Acompanha: ? 2 Rádio Comunicadores ? 2 Bases Carregadoras ? 2 Adaptadores de voltagem 110/220 ? 1 Manual do Usuário ? 2 Belt Clip ? 2 Baterias ? 1 Fone de ouvido / Microfone (2-5mm) ? Garantia de 1 Ano OBSERVAÇÃO: O preço acima mencionado- refere-se ao par de rádio comunicadores. – Visualize o manual -

 

VEJA PRODUTO SIMILARES

 

Faz uma semana que meu prédio entrou em esquema de rodízio

Condomínio na zona oeste de SP recebe água apenas duas horas por dia: uma de manhã e outra à noite; torneiras estão secas

18 de maio de 2014 | 2h 03

O Estado de S.Paulo

“Primeiro veio o aviso: ‘Caros condôminos, nosso abastecimento está irregular, precisamos economizar água. Quem for pego lavando janela ou sacada será multado’. No dia seguinte, torneiras secas. Todas: banheiros, cozinha, lavanderia. Nada no chuveiro. Poeira.

 

Liga para o porteiro: ‘A água só vai voltar à noite, senhora’. Como? ‘Sim, só à noite e durante uma horinha só, melhor aproveitar’. Mas aproveitar como, se eu fico fora de casa o dia inteiro?

Não imaginei que teria esse diálogo surreal com o meu porteiro tão rápido. Ontem fez uma semana que o meu prédio entrou em esquema de rodízio. Só recebemos água duas horas por dia: uma de manhã e outra à noite. Não moro em bairro alto nem distante do centro, como os mostrados na reportagem que acompanha este depoimento – são 11 km da minha casa, na zona oeste de São Paulo, até a Praça da Sé.

Mesmo assim, as torneiras do condomínio, onde moram cerca de 1 mil pessoas, estão secas. Os banhos, antes de manhã, agora são de madrugada, quando chego do trabalho e, com sorte, pego a caixa ainda abastecida (deu certo até agora). Lavar o rosto? Água termal. Escovar os dentes? Mineral. E dá-lhe xampu seco (uma boa e relativamente desconhecida invenção da indústria cosmética) no cabelo. Ainda não pensei como vou fazer com a roupa suja. Lavar de madrugada? Na lavanderia? A ver.

Não, não estou armazenando água nem penso em fazer isso, por não ter espaço em casa e não achar que vá resolver o problema. E ainda tem a multa. A conta de água não é individualizada. Por isso, se o condomínio como um todo não economizar, ainda vamos ser penalizados. Os vizinhos não estão muito felizes…

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) nega o racionamento e diz que, “por causa de manobras técnicas operacionais para a transferência de vazões dos Sistemas Guarapiranga e Alto Tietê para atendimento de alguns bairros, atualmente abastecidos pelo Sistema Cantareira, podem ocorrer eventuais momentos de desabastecimento, especialmente nos pontos altos”. Justificativa parecida foi dada para outras pessoas que moram em regiões diferentes da cidade.

E não há previsão de que essa situação vá mudar tão cedo, nem mesmo com o uso do “volume morto” – iniciado na quinta -, previsto para chegar às torneiras de 8 milhões de consumidores a partir de hoje.

Síndico.com – Portal que Busca O melhor Fornecedor para Condomínios

Sarengi
Especializado em Individualização Agua
Fox IT Service
Especializado em Individualização de Agua para Condomínios
LIVET Medi��o Individualizada de �gua e g�s
A liveT Medi��o Individualizada atua na preserva��o do meio ambiente e na qualidade de vida das pessoas atrav�s de solu��es com base em projetos personalizados para instala��es de sistemas de medi��o individual de consumo de �gua e g�s. Com franquia d

SP: Secretaria da Segurança firma convênio para aumentar segurança em condomínios

Grella assina convênio para melhorar a segurança em condomínios

Nesta segunda-feira (28) a Secretaria da Segurança Pública (SSP) firmou convênio com o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP) para aprimorar a segurança nos condomínios.
A parceria tem o objetivo de orientar os condomínios sobre medidas que podem ser adotadas pelos moradores para prevenir assaltos. Isso será feito por meio do Programa de Prevenção contra delitos cometidos nos Condomínios e Edifícios no Estado de São Paulo, com palestras e distribuição de material informativo sobre o tema para os condôminos.
A SSP será responsável pelo conteúdo técnico do material das palestras e irá coordená-las, de acordo com o calendário proposto pelo Secovi.
O Secovi confeccionará o material utilizado e disponibilizará o local para as palestras, além de fornecer o cadastro dos condomínios e edifícios.
Também caberá ao Secovi incentivar a participação de moradores e síndicos em reuniões nos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). O convênio terá validade de dois anos e poderá ser prorrogado por até mais cinco anos.
Vizinhança Solidária
Entre as medidas, uma que será incentivada é a “Vizinhança Solidária”, programa baseado em um modelo de segurança adotado na Inglaterra e que estimula a comunicação entre os moradores do bairro para ações de segurança, facilitando e agilizando os pedidos de auxílio à polícia.
A Polícia Militar promove reuniões com os moradores e produz informativos sobre a importância da participação de todos na prevenção de crimes. Há ainda palestras e cursos para porteiros que participam do programa.

O funcionamento do Vizinhança Solidária depende da comunicação dos moradores. Se alguém vê uma movimentação estranha ou algo incomum, deve falar com seus vizinhos e pedir ajuda imediatamente à Polícia Militar.

Fonte: http://spnoticias.com.br/

No Portal do Sindico.com – Você Encontra os Melhores Empresas de Segurança para Condomínios

TERCEIRIZAÇÃO DE PORTARIA
CONSULTORIA E PROJETOS DE SEGURANÇA
LOCAÇÃO DE CÂMERAS
BLINDAGEM DE GUARITA
VIGILÂNCIA PATRIMONIAL
CONTROLE DE ACESSO
MONITORAMENTO 24 HRS
INSUFILME PARA PORTARIA

 

 

 

 

Condomínios adotam medidas para incentivar economia de água

Prédios estabelecem racionamento próprio para evitar desperdício.

Atitudes colaboraram para descontos em conta de água.

Do G1

Individualização agua condominios

Para incentivar a economia de água, condomínios de prédios em Guarulhos, na Grande São Paulo, adotaram medidas de conscientização entre os moradores. Ações como alertas sobre racionamento contribuíram para que apartamentos recebessem descontos na conta de água.

Sob racionamento da prefeitura, um condomínio no bairro Macedo criou um sistema para alertar os moradores sobre a necessidade da economia de água. Todos os duas, o zelador Isaac Moreira coloca papéis coloridos na entrada dos blocos. “A gente coloca o papel azul quando tem água da rua e o vermelho quando não tem. Os moradores já estão cientes disso”, conta Moreira. A ideia contribuiu para que 80% dos apartamentos conseguissem descontos na conta de água.

Na mesma rua, outro prédio adotou um rodízio por conta própria. São seis prédios, o que totaliza 500 apartamentos, com relógios individuais. A cada dia da semana o registro de uma torre é fechado das 9h às 18h. “Na sexta-feira eu me programo. Levanto cedo, deixo tudo arrumadinho, toma um banho, aguinha dos gatos, louça limpa, um almoço pronto, um lanche. Nada assim com muito sacrifício”, explica a professora Vera Lúcia de Lucca.

Nas áreas comuns do edifício é proibido usar água para a limpeza e as plantas são regadas a cada três dias. Todas as medidas foram decididas em assembleia e a maioria dos moradores concordou com o rodício. “A economia, num primeiro momento, é de 10% de água. Ainda é pequena. Mas mais do que isso, a gente está tentando conscientizar os moradores sobre a necessidade de tomar atitudes”, avalia o jornalista Ernesto Zanon.

Fonte: G1

Placa Economize água - Evite desperdício - Poliestireno 15 X 20 cm

Placa Economize água – Evite desperdício – Poliestireno 15 X 20 cm

 

Placa Economize água - Aluminio 6 cm x 15 cm

Placa Economize água – Aluminio 6 cm x 15 cm
R$5,00
R$4,00