Sinalização Rota de Fuga Exemplos Abnt 13434 it 20

Placas Rota de Fuga e Combate Incêndio Precisam Ser Certificadas ?

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

  • COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS

  • DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

  • CONSULTA TÉCNICA nº CCB-006/600/12

ASSUNTO:  Sinalização de Emergência

LEGISLAÇÃO REFERENTE> >Decreto Estadual 56.819 de 2011

Instrução Técnica 20 de 2011

DOCUMENTO: Mensagem eletrônica da empresa EVERGLOW

Consulta do Sr José de Paula Ferraz Neto, proprietário da empresa EVERGLOW:

O Corpo de Bombeiros foi questionado sobre a qualidade das sinalizações de emergência que estão sendo instaladas nas edificações e áreas de risco, mencionando que diversas não atendem a Instrução Técnica nº20 de 2011 e NBR 13343-3 de 2005, quanto à sua capacidade de fotoluminescência, e quanto às características de identificação do fabricante previstos em norma brasileira.

Resposta:

Considerando que a IT/CB 20 de 2011 não exige a marcação e rotulagem das sinalizações de emergência que hoje são instaladas nas edificações e áreas de risco, e que realmente é difícil avaliar se a sinalização de emergência atende o requisito mínimo de fotoluminescência, o DSCI resolve que, doravante, toda sinalização de emergência instalada nas edificações e áreas de risco deverão possuir a marcação e rotulagem conforme a norma brasileira, NBR 13434-3 de 2005 item 6, onde os elementos de sinalização devem ser identificados, de forma legível, na face exposta, com a identificação do fabricante (nome do fabricante ou marca registrada ou número do CNPJ – Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).

Adicionalmente, os elementos de sinalização com características fotoluminescente devem
apresentar os seguintes dados:

a) intensidade luminosa em milicandelas por metro quadrado, a 10 min e 60 min após

remoção da extinção de luz a 22°C +/- 3°C;

b) tempo de atenuação, em minutos, 22°C +/- 3°C;

c) cor durante a excitação, conforme DIN 67510-1; e

d) cor da fotoluminescência, conforme DIN 67510-1.

Placas Rota de fuga

São Paulo, 22 de março de 2012.
CASSIO ROBERTO ARMANI

Ten Cel PM Chefe

Em ______/_______/________.

De acordo. Publique-se.

REGINALDO CAMPOS REPULHO

Cel PM Comandante

 

Aonde Comprar Placas de Rota de Fuga e Combate Incêndio Certificadas

Super Placas

Placas Sinal

Loja Síndico

LojadoSíndico.net

 

Exemplo de Sinalização  Rota Fuga

Exemplo de Sinalização Rota Fuga

Sinalização Rota Fuga

Sinalização de Saída Sobre Paredes de Portas –  Rota Fuga

Sinalização Rota Fuga Saída Emergência

Sinalização Rota Fuga Saída Emergência

Placa Sinalização Extintores

Placa Sinalização Extintores

Placa de Rota de Fuga Rodapé Escada

Placa de Rota de Fuga Rodapé Escada

 

 

Sinalização Rota de Fuga Fotoluminescente

Sinalização Rota de Fuga Fotoluminescente

 

 

Sinalização Rota de Fuga Fotoluminescente Abnt 13434-3

Sinalização Rota de Fuga Fotoluminescente Abnt 13434-3

 

Sinalização Luminosa Led SAÍDA

Sinalização Luminosa Led SAÍDA

Ação pede multa para prédios públicos sem alvará dos bombeiros

Segundo MP, 110 prédios públicos ainda não têm laudo dos bombeiros.

Promotor pede prazo sob pena de multa diária por prédio irregular.

 Comente agora

A Promotoria abriu uma ação civil pública contra a prefeitura de São José do Rio Preto (SP) por causa da demora em resolver a falta de alvarás nos prédios municipais. O Ministério Público investiga o caso. Segundo o MP, 110 prédios de responsabilidade do executivo ainda não têm laudo dos bombeiros e por isso não deveriam funcionar. Nos últimos 12 meses, somente pouco mais de 30 locais tiveram a situação regularizada.

Agora, o promotor Sérgio Clementino pede que a Justiça exija providências da prefeitura e um prazo, sob pena de multa de R$ 1 mil por dia por prédio que não tiver o laudo. A assessoria de imprensa do executivo não se pronunciou porque não foi notificada. Não há data definida para que a Justiça acate ou não a ação da Promotoria.

Entenda o caso

A reportagem do Tem Notícias visitou prédios públicos, como o Mercadão Municipal.  Até mesmo quem trabalha no local não sabe se o local tem o alvará certifica que o prédio está dentro das normas de segurança contra incêndios exigidas por lei. O prédio tem mais de 60 anos e sem essa vistoria não poderia nem estar funcionando.

Mas não é só o Mercadão que está sem o auto. Hoje na cidade, 108 prédios municipais e oito estaduais estão irregulares sem a vistoria do Corpo de Bombeiros, como é o caso do Fórum, que continua sem porta corta fogo e a Rodoviária, que não tem hidrantes.  O prédio do Deinter 5 e do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), também ainda não estão de acordo com as normas de segurança.

Logo depois da tragédia na boate Kiss, o Ministério Público de Rio Preto pediu ao Corpo de Bombeiros que fizesse um levantamento da situação de vários imóveis da cidade, particulares, municipais e estaduais. Na época, o relatório apontou que havia 134 prédios municipais, onze estaduais e 21 particulares irregulares.

Teatro Paulo Moura foi interditado pela prefeitura de Rio Preto (Foto: Reprodução / TV Tem)Teatro Paulo Moura foi interditado pela prefeitura de Rio Preto (Foto: Reprodução / TV Tem)

O Teatro Paulo Moura foi um deles e acabou interditado em janeiro do ano passado. Entre as pendências estavam a instalação de dispositivos de segurança e a revisão da bomba d’água de hidrantes.  Só quase um ano depois, o prédio foi liberado.

Na lista dos bombeiros aparecem também sete escolas municipais, que são frequentadas por centenas de estudantes todos os dias e também 14 unidades básicas de saúde, como a do bairro São Deocleciano e Distrito Industrial, que recebem pacientes, como crianças e idosos. Entre os prédios do Estado também estão sem alvará a Delegacia Regional Tributária, a Secretaria de Agricultura, o CDP e a CDHU.

Placa Abnt 13434-3

Sinalização Combate Incêndio Rota Fuga

sinalização sinalização porta corta fogo

 

 

Protetores de Parachoque Cantoneira Borracha EVA

 

Proteção Para Carros em EstacionamentosCantoneira Borracha EVA – Tamanho Padrão: 75cm Abas 10cm  - Modelos Com Espessur de : 11,5 ou  2 (não autocolante) ou 1,5cm Autocolante

Protetor de Borracha Fundo Vaga – Tamanho: 40 Alura x7 Largura  x8 cm Espessura  (indicado 2 por vaga) 

Protetor Coluna Garagem: Tamanho: 1 mts x 75cm (altura) Espessura 1cm

Protetor de Porta Autocolante Largura 75cm Altura 15cm Espessura 1cm 

 

Mesa Madeira Jardim

Muito Síndicos e Construtoras estão colocando mesas, bancos e Espreguiçadeiras de Madeira na Area Comum.

A Edecoração - Ecommerce Especializada em Móveis de Decoração dá algumas dicas para fazer um projeto Bonito Resistente e Com um Bom custo benefício.

Dicas de Decoração Para Piscina Condomínios

  1. Escolha Móveis em Madeira e Alumínio (mais durabilidade e beleza)
  2. Use Madeira Certificadas FSC
  3. Trabalhe Com Linhas Completas – Mesas Bancos Espreguiçadeiras vão Combinar “conversam entre elas”
  4. Madeiras devem ter Stain (protetor para ambiente externos)
  5. Almofadas acquablock (podem ser molhadas)  e ficam excelentes em ambientes externos
Mesa Jantar Madeira

Mesa Jantar Butzke

Mesa Butzke Madeira Ajustável Alongável

Mesa Jantar Alongável 4 ou 6 Lugares

Mesa Madeira

Mesa Madeira Churrasqueira Piscina – Mesa Madeira Certificada Redonda Dobrável

FITA DE DEMARCAÇÃO DE SOLO

Fita Demarcação Solo

Função: Ideal para demarcação de solo, filas, quadras, vagas de garagem, etc.

Também utilizada para vedação e lacração de embalagens. Identificação e sinalização de portas de vidro. As Fitas Demarcação são constituídas de dorso de PVC plastificado, cobertas com adesivo à base de resina e borracha. Apresentam ótima conformabilidade, boa resistência química e à abrasão

Fita Demarcação

Fita Demarcação Solo, branca, verde, vermelha, azul, amarela, zebrada preta

Vantagens e Benefícios

  • Ótima conformabilidade.
  • Boa resistência química e abrasão.
  • Forte adesão inicial e ação prolongada.
  • Resistente à temperatura de até 76ºC.

Cores Disponíveis

Branca, Zebrada, Azul, Vermelha, Verde Preta, Amarela

Fita Isolamento Area

 

Fita Isolamento de Area

Fita Isolamento de Area

 

Fita Isolamento

Fita Isolamento

Isole áreas com praticidade e eficiência utilizando as fitas para isolamento de área da Super Placas .

São Fitas com espessura e comprimento ideais para uso prolongado e de longas distâncias.

Sinalização Combate Incêndio Rota de Fuga Abnt 13434-3

As Placas de Sinalização para Condomínios precisam seguir uma padrão it20 +abnt13434-3)

A sinalização de emergência tem como finalidade reduzir o risco de ocorrência de incêndio, alertando para os  riscos existentes e garantir que sejam adotadas ações adequadas à situação de risco, que orientem as ações de combate e facilitem a localização dos equipamentos e das rotas de saída para abandono seguro da edificação em caso de incêndio.

 Características básicas

Placa Abnt 13434-3

Sinalização Combate Incêndio Rota Fuga

A sinalização de emergência faz uso de símbolos,mensagens e cores, definidos nesta NPT, que devem ser alocados convenientemente no interior da edificação e áreas de risco, segundo os critérios desta NPT.
Características específicas
a) formas geométricas e as dimensões das sinalizações de emergência 
b) as simbologias das sinalizações de emergência 

Sinalização básica

A sinalização básica é o conjunto mínimo de sinalização que uma edificação deve apresentar, constituído por quatro categorias, de acordo com sua função:

Visa a proibir e coibir ações capazes de conduzir ao início do incêndio ou ao seu agravamento.

Visa a alertar para áreas e materiais com potencial de risco de incêndio, explosão, choques elétricos e contaminação por produtos perigosos.

Visa a indicar as rotas de saída e as ações necessárias para o seu acesso e uso.

Visa a indicar a localização e os tipos de equipamentos de combate a incêndios e alarme disponíveis no local.

  • Sinalização complementar

A sinalização complementar é o conjunto de sinalização composto por faixas de cor ou mensagens complementares à sinalização básica, porém, das quais esta última não é dependente. A sinalização complementar tem a finalidade de:

Complementar, através de um conjunto de faixas de cor, símbolos ou mensagens escritas, a sinalização básica, nas seguintes situações:

a) indicação continuada de rotas de saída

b) indicação de obstáculos e riscos de utilização das rotas de saída

c) mensagens específicas escritas que acompanham a sinalização básica, onde for necessária  a complementação da mensagem dada pelo símbolo

 

Banco Madeira Jardim

Agora ficou mais fácil deixar seu condomínio muito mais bonito

Na Edecoração - O site aonde você encontra Bancos, Mesas, Cadeiras, Ombrelones e Poltronas

Banco Sacada Jardim

Banco Madeira Jardim Sacada Varanda

Banco Madeira Ipanema 1,58m (3 Lugares)

Medidas:

  • Largura: 158 cm

  • Comprimento: 58 cm

  • Altura: 89cm

Cor Padrão: Jatoba (Madeira Claro Conforme Foto)
Consulte-nos para Nogueira (Madeira Escura), Lacas Coloridas, Branco Provençal
O Banco de Jardim Ipanema 158 utiliza uma espécie de Eucalipto de alta qualidade que possui grande resistência as ações do tempo.  STAIN: Todo móvel desta linha recebe a aplicação de um protetor impregnante (stain). Este produto permite que a madeira troque umidade com o meio e, assim, respire, prolongando seu tempo de vida útil. Este produto faz com que a madeira fique repelente à água, protegendo contra a ação dos raios UV, tem propriedades inseticidas e fungicidas e permite à madeira trocar umidade com o meio (respirar).

 

 

SP: condomínios gastam milhões em tecnologia para evitar arrastões

Prédio chega a gastar R$ 50 mil por mês em segurança privada. Em 2013, foram registrados 13 arrastões. E 4 em 2014. Mas número pode ser maior.

O Sindicato de Habitação de São Paulo vai trabalhar em parceria com a polícia para evitar arrastões em condomínios. Só neste começo de ano já foram registrados quatro arrastões.

Mas os números podem ser maiores, já que tem morador que – por medo de desvalorização do imóvel ou de retaliação dos bandidos – acaba não registrando o crime.

Muitos condomínios têm investido milhões em tecnologia. Mas o Sindicato das Administradoras de Condomínio avisa: se os funcionários não estiverem bem treinados, não adianta nada.

 

Vistoria no carro antes de entrar no condomínio. Grades, cerca elétrica, comunicação entre os seguranças e um sistema de monitoramento com muitas câmeras, que dá ao porteiro a visão das áreas comuns do prédio. Todo esse aparato custou R$ 130 mil para os moradores de um condomínio na região do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo.

“R$ 50 mil por mês com segurança privada. Tem tido muito assalto, arrastão, é uma coisa comum. Então, o único jeito da gente realmente poder garantir um pouco mais a segurança e a integridade física dos condôminos da região e dos moradores foi intensificar a segurança particular”, afirma a síndica do condomínio, Priscila Gargalac.

Para o consultor em segurança Ivan Sindicic, não basta apenas fazer investimentos. “Duas coisas: que o condômino, ele compre essa ideia e ele respeite a ideia. Não vale carteirada de condômino. E treinamento para os funcionários. Sem esses dois, não adianta investir milhões, que não vai dar certo”, avalia o especialista.

O Sindicato de Habitação diz que no ano passado ocorreram 13 arrastões em condomínios na cidade de São Paulo. E que neste ano já foram quatro.

Para especialistas em segurança, esses números são subestimados. Ou seja, muito abaixo da realidade. Eles dizem que, na maioria das vezes, os moradores não vão registrar a ocorrência na delegacia – ou por medo dos ladrões ou por medo da desvalorização do imóvel.

Esta semana, o Sindicato da Habitação e a Secretaria da Segurança paulista vão firmar um convênio para tentar evitar os arrastões. Serão dadas palestras e distribuídos folhetos nos condomínios, sobre segurança.

“Nós estamos imprimindo 80 mil folhetos para distribuir nos 40 mil condomínios do estado de São Paulo. E vamos aumentar, incrementar os cursos, incrementar a divulgação e incrementar a conscientização da população. Se nós não participarmos, a Polícia Civil e a Polícia Militar, sozinhas, não darão conta do problema”, afirma o vice-presidente do Secovi/SP, Hubert Gebara.

O Deic – Departamento de Polícia Civil de São Paulo – disse que foram esclarecidos 76% dos arrastões do ano passado. Neste começo de ano, dois casos já foram desvendados.

Fonte: Globo.com

Para Conhecer as melhores Empresas de Segurança para Condomínios Acesse o Portal www.sindico.com

Onda de assaltos põe em xeque segurança nos condomínios

Moradores afirmam que houve aumento de ocorrências e se dizem abandonados por autoridadesE-G

  • Inseguros. População opta por morar em condomínios por causa da promessa de segurança, mas eles não são garantia contra ataques
  • 01
    Moradores reclamam de aumento no número de assaltos na região
Os condomínios fechados se popularizaram como uma opção para quem quer fugir da insegurança das grandes cidades. O problema é que, na prática, eles não são sinônimo de proteção. Moradores de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, reclamam do crescimento no número de assaltos a condomínios e do que chamam de abandono das autoridades. Já as polícias Civil e Militar informam já ter identificado as duas quadrilhas que atuam na região e dizem estar a procura dos criminosos.

Em um único condomínio do município, pelo menos três pessoas foram vítimas da violência nos últimos meses. Apenas na manhã de ontem, foram quatro ocorrências de roubo registradas na Polícia Militar. No último dia 22, O TEMPO mostrou o aumento no número de crimes violentos em toda a cidade.

O engenheiro de minas Ricardo Cardoso Teixeira, 37, foi surpreendido por assaltantes quatro vezes em menos de um ano. Na terceira vez, ele se mudou para um outro residencial, nas proximidades e com maior aparato de segurança, em busca de proteção. Mas sair de casa não foi a solução. Na tarde de anteontem, menos de um mês após a mudança, ele foi novamente vítima de ladrões. “Tem pouco policial, e a resposta deles é muito lenta”.

Na mesma região, um aposentado de 68 anos, que pediu anonimato, foi vítima de um roubo enquanto viajava no feriado de Natal. No caso dele, os bandidos roubaram joias, equipamentos eletrônicos, dinheiro e outros bens. Durante o assalto, eles renderam o vigia do condomínio. “Sinto que cada vez mais nos tornamos prisioneiros de nossas casas, com cercas, muros e câmeras. Somos nós que estamos enclausurados enquanto os bandidos continuam na rua”, desabafa o aposentado.

Trabalho. A Polícia Militar confirma o aumento das ocorrências na região e, segundo o subcomandante da Primeira Companhia Independente da PM, capitão Bruno Coelho, a identidade dos suspeitos já foi repassada para a Polícia Civil. “A maioria dos roubos acontece durante o dia, quando as pessoas saem para trabalhar. Colocamos uma patrulha para fazer policiamento nesse horário e tentar reduzir as ocorrências”, explica o militar.

A suspeita dos militares é que uma quadrilha de Belo Horizonte esteja atuando na região. Os outros criminosos são moradores de um bairro próximo a condomínios da cidade e já trabalharam em algumas casas, o que facilitaria as invasões.

Segundo a Polícia Civil, as investigações estão em andamento e, se ficar comprovada a participação deles, as prisões serão efetuadas.

Oportunidade
Férias.
 De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a onda de assaltos está relacionada com o período de férias. Assaltantes aproveitariam as casas vazias para atacar.

Mais informações
Segundo o capitão Bruno Coelho, há ao menos uma ocorrência de roubo por dia em Nova Lima.

Atualmente, 204 militares do batalhão de Nova Lima atuam também em Raposos e Rio Acima. O número de policiais é considerado baixo pela PM, que pede mais 70 homens.

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), responsável pelo repasse do número de ocorrências, só vai se pronunciar nesta segunda.

Fonte:Otempo

Para Buscar os Melhores Fornecedores de Segurança para Condomínios vá ao www.sindico.com

Porto Seguro Serviços – Condomínios
A Portoserv nasceu em 2007, com a missão de prestar serviços de qualidade a condomínios, de forma ágil e inovadora e com preços competitivos.
Graber
Com mais de 26 anos no setor de segurança, a Graber oferece soluções integradas em: Segurança patrimonial;Segurança pessoal;Rastreamento de veículos por satélite; Assistência de segurança pesso
Simens Monitoramento
 Multinacional Lider de Mercado Monitoramento
CPU
CPU Sistemas Eletr�nicos de Seguran�a, tb_fornecedor2 atuante na �rea de seguran�a eletr�nica, situada em S�o Paulo fundada em 1986. Desde o in�cio estabeleceu como sua principal filosofia, estar sempre focada nas necessidades de seus clientes e assim
Tele Atlantic
 Especializado em Monitoramento